O hobbit: uma jornada inesperada.

Foi lançado ontem na internet, o trailer do primeiro filme do prelúdio de O Senhor dos Aneis. Como muitos devem saber, O Hobbit, mais uma vez dirigido pelo gênio neozelandês Peter Jackson, será dividido em duas partes. A primeira será lançada em dezembro de 2012. A história conta como Bilbo Bolseiro conheceu Gandalf, o cinzento e como ele foi “convencido” a participar de uma perigosa aventura atrás de um tesouro roubado por um dragão e escondido dentro da montanha solitária. Nesta história também, veremos com detalhes o achado do Um anel, que deu origem a todas aventuras vivida na trilogia SdA. A New Line e a Warner investiram pesado na produção dos filmes, que está sendo gravado com todo carinho e esforço parapossuir uma qualidade 3D jamais vista no cinema.

Quem é?

Muitas pessoas no mundo (eu digo muitas mesmo) ficaram fascinadas quando em 2001 chegou ao cinema o filme “O Senhor dos Aneis: A Sociedade do Anel”. Todo mundo fascinado com os efeitos e a história que se passava nas telonas detodo o mundo. Logo nos dois anos seguintes estrearam “As Duas Torres” e “O Retorno do Rei”, então o frenesi se tornou incalculável, todos os três filmes juntos foram record de Oscar´s, globos de ouro e etc… Mas infelismente o que quase ninguem conhece é a obra verdadeira do senhor dos anéis, e o pior, a mente genial que sozinho deu vida à todo um mundo. Com os filmes de SDA, Peter Jackson se tornou um diretor super famoso e respeitado, mas ele não seria ninguem se não fosse por J.R.R. Tolkien. John Ronald Reuel era um filósofo, escritor e professor universitário britânico. Em 1918 começou a escrever o Silamarillion, que seria como se fosse um gênesis da Terra-Média, que na verdade é uma coletânea de vários contos míticos que explicam muitas coisas sobre as origens e a eras passadas da Terra-Média. Em 1937 foi pubicado “O Hobbit”, o que seria considerado mais como uma bela e empolgante introdução à história que se passa nos livros de SDA. Entre 1937 e 1949, ele escreveria o que seria a sua obra-prima e a obra-prima de toda literaturia ficticia. O Senhor do Aneis foi escrito durante a segunda guerra mundial , o que serviu de inspiração pra Tolkien nas guerras travadas durante a história. A genialidade de Tolkien é tão grande que fica impossivel fazer uma comparação com qualquer outro autor. Tolkien criou um mundo do nada, deu a ele toda uma geografia, criou algumas raças, fez toda a gênese desse mundo e registrou. Criou de sua mente todas as fala/escritas das diferentes raças e povos. Eu acho que não tenho nem palavras pra descrever o tamanho da criatividade do senhor Tolkien. A sua obra hoje em dia ainda encanta milhares que passam a conhecer e cada vez fascina mais quem ja conhece.  J.R.R. Tolkien falesceu dia 2 de setembro de 1973, deixando pra trás um legado e uma obra-prima literária que eu considero a maior e mais perfeita de todos os tempos. Então antes de achar que Peter Jackson, que por sinal é um ótimo diretor, é genial por causa dos 3 filmes de SDA, dêem mais créditos a quem realmente teve a genialidade de criar tudo.